Páginas

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Sapere aude

.
..
...

Trazido do meu outro blog, em vias de extinção

...

A História que conhecemos é resultado da insidiosa conspiração dos vencedores e da subtração da versão dos vencidos, perdida para sempre no rastro da própria derrota.
---
A dúvida é uma grande virtude, moral e intelectual.
---
Liberdade significa aceitar exageros, como o exagero de achar natural cada um pensar como bem quiser e interpretar a vida e seus fenômenos conforme seu próprio entendimento.
---
A experiência socialista fracassou; a frivolidade neoliberal que proclamava o fim da história, também fracassou. A história sobrevive, e a violência continua sendo sua parteira.
---
O secularismo é o iluminismo do Século XXI, um projeto de tolerância, de convivência e de aventura do espírito.
---
O indivíduo é o centro do mundo – centro instável, incerto, hesitante, na medida justa, vulnerável, porque humana.
---
Paráfrases e frases inspiradas em O deus exilado, de Marilia Fiorillo.
...
..
.

3 comentários:

Pentacúspide disse...

Acho que a primeira frase pertence a um filósofo latino qualquer, ou cronista latino, sei lá: a história é escrito pelos vencedores. Lembro-me de ter discutido isso numa aula de história acerca do império romano e dos povos bárbaros cujos costumes eles detestavam, usei essa mesma frase para pôr em causa a veracidade desses relatos. Aliás, da mesma maneira procederam os judeus com os demais povos na Bíblia, chamando a todos de imundos e tal; e infelizmente, ainda hoje, da mesma maneira está a proceder a América, manipulando o mundo e pondo a todos do seu lado, o que eu acho ainda mais ridículo do que os cronistas que escreveram a História, porque nós pertencemos a ERA DA INFORMAÇÃO e ainda assim deixamo-nos lobotizar.

Marcello disse...

A frase é do George Orwel, escritor de "1984" e "Revolução dos Bichos". a professora Fiorillo faz a devida referêrncia no rodapé.
E, sim, este é um fenômeno que se repete ao longo dos séculos. Mas os tempos são outros, hoje há trunfos para o contraponto aos vencedores. A web é um deles.

Pentacúspide disse...

Ah, sempre pensei que a frase fosse anterior ao Orwell.

O problema é que a web é uma boa fonte tanto de informação como de desinformações, e escolher o trigo do jóio é um trabalho superdifícil. Lembro-me de uma entrevista de Umberto Eco onde ele diz que, por exemplo, é capaz de identifica um bom site de filosofia de um mau, mas isso porque ele é filósofo, a nós que não somos nada, que mamamos de fontes diversas, fica mais difícil o critério da selecção, só nos fica a restar a lógica e o bom senso, que também não são seguros visto que nós, humanos, conseguimos ser tão ilógicos que nada consegue explicar nada.