Páginas

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Onde andam vocês, antigos carnavais?

.
..
...
A cada carnaval está mais difícil achar um samba-enredo empolgante. Antigamente tinha samba que a turma toda sabia de cor, e saía cantado pelaíafora, antes, durante e depois do carnaval. Hoje não se vê mais isso – eu, pelo menos, não tenho visto. Talvez os sambas-enredo, por razões várias, não sejam mesmo mais tão empolgantes – e, note bem, não escrevo “bons”, ou “bonitos”, mas “empolgantes”. Talvez seja por conta da perda de espaço para outros gêneros “musicais”, tais como a axé-míusic, o fanque-carioca, o sertanejo-universitáro, aquele que nunca se forma, entre outros equívocos. Ou, quem sabe, eu é que estou ficando velho e nostálgico. E implicante.

Todo esse antelóquio, na verdade, serve apenas para sapecar a primeira de uma (intentada) série de postagens com alguns sambas-enredos famosos, aqueles dos (meus) bons-velhos-tempos, daqueles que o folião e a foliona não esquecem mesmo com o tempo a riscar o chão. Pra começar, e bem a propósito, E por falar em saudade...


A Caprichosos em 85

O ano é o já (assustadoramente) desconvizinho 1985; a escola é a atual campeã do Grupo B, Caprichosos de Pilares. Composto por Almir de Araújo, Balinha, Marquinho Lessa, Hércules e Carlinhos de Pilares, para o enredo desenvolvido pelo carnavalesco Luiz Fernando Reis, E por falar em saudade... é um sambinha alegre, cínico e jocoso, sem pedantismos e perliquitetes, e que ficou na memória de muita gente daquela geração. Naquele carnaval, da campeã Mocidade Independente com o Ziriguidum 2001, a Caprichosos terminou em 5º lugar no grupo 1A (equivalente ao Grupo Especial). O enredo e o samba seriam reeditados em 2010 com o mesmo carnavalesco na Comissão de Carnaval, mas a escola de Pilares não passou de um 7º lugar no Grupo de Acesso. Eleita agora campeã do grupo B, a Caprichosos prepara seu retorno ao Grupo de Acesso em 2013. E vamos ao samba, letra e vídeo.

-------------------------

Oh! Saudade, ô
Meu carnaval é você
Caprichosamente
Vamos reviver, vamos reviver...
Saudadeando o que sumiu no dia-a-dia
Na fantasia de um eterno folião
O bonde
O amolador de facas
O leite sem água
A gasolina barata
Aquela Seleção Nacional
E derreteram a taça na maior cara de pau
Bota, bota, bota fogo nisso
A virgindade já levou sumiço (bis)
- Quero votar! -
Diretamente, o povo escolhia o presidente
Se comia mais feijão
Vovó botava a poupança no colchão
Hoje está tudo mudado
Tem muita gente no lugar errado
Onde andam vocês, ô, ô, ô
Antigos carnavais?
Os sambistas imortais
Bordados de poesia
Velhos tempos que não voltam mais
E no progresso da folia...
Tem bumbum de fora pra chuchu
Qualquer dia é todo mundo nu... (bis)



...
..
.

2 comentários:

Vais disse...

Pois é, né Marcello, onde andam?
meus melhores carnavais foram ao som das marchinhas, depois que veio o axé, cabô

e da postagem acima
assim caminha a humanidade, de ignorância em ignorância

e PARABÉNS por hoje
muitas felicidades com tudo de bom

beijinho e grande abraço

Marcello disse...

Obrigado, Vais.
Abração pra você.