Páginas

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Analogia do gato preto

.
.
..
...

FILOSOFIA é como estar em uma sala escura procurando um gato preto.

METAFÍSICA é como estar em uma sala escura procurando um gato preto que não está lá.

TEOLOGIA é como estar em uma sala escura procurando um gato preto que não está lá e gritar: "Achei!”

CIÊNCIA é como estar em uma sala escura procurando um gato preto com uma lanterna.

Anônimo


...
..
.

sexta-feira, 20 de julho de 2012

O Amigo da Onça

.
O Amigo da Onça, personagem criado por Péricles de Andrade Maranhão
para uma charge publicada pela primeira vez na revista O Cruzeiro de 23 de outubro de 1943
. ..
...

A propósito do Dia do Amigo, esta é a anedota que teria dado origem à expressão "Amigo da Onça", que por sua vez inspirou o cartunista Péricles a criar seu famoso personagem:

...
Dois caçadores conversam no acampamento:

— O que você faria se estivesse agora na selva e uma onça aparecesse na sua frente?

— Ora, dava um tiro nela.

— Mas se você não tivesse nenhuma arma de fogo?

— Bom, então eu matava ela com meu facão.

— E se você estivesse sem o facão?

— Apanhava um pedaço de pau.

— E se não tivesse nenhum pedaço de pau?

— Subiria na árvore mais próxima!

— E se não tivesse nenhuma árvore?

— Sairia correndo.

— E se você estivesse paralisado pelo medo?

Então, o outro, já irritado, retruca:

— Mas, afinal, você é meu amigo ou amigo da onça?

..
.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

O Sentido da Vida

.
clique e aumente

.
..
...

No primeiro dia, Deus criou o cão e disse: "Sente-se durante todo o dia junto à porta da sua casa e ladre para quem entrar ou passar em frente. Para isso eu lhe darei uma vida útil de 20 anos". O cão disse: "Isso é muito tempo para ficar latindo. Que tal apenas 10 anos e lhe devolvo os outros 10?” Deus concordou.

No segundo dia, Deus criou o macaco e disse: "Entretenha as pessoas com macaquices e faça-os rir. Para isso, eu lhe darei uma vida útil de 20 anos". O macaco disse: "Fazer macaquices durante 20 anos é muito tempo. E se eu lhe devolver 10 como fez o cão?" E Deus concordou.

No terceiro dia, Deus criou a vaca e disse: "Você deve trabalhar nas plantações durante todo o dia debaixo do sol, ter bezerros e produzir leite para sustentar a família do fazendeiro. Para isso lhe darei uma vida útil de 60 anos". A vaca disse: "Esse é o tipo de vida que você quer que eu viva durante 60 anos? Que tal cerca de 20 e eu devolvo 40?" E Deus concordou novamente.

No quarto dia, Deus criou o homem e disse: "Coma, durma, brinque, acasale e desfrute a vida. Para isso eu vou lhe dar 20 anos". Mas o homem disse: "Apenas 20 anos? Você poderia me dar esses 20, mas 40 que a vaca devolveu, mas os 10 do macaco e os outros 10 do cão totalizando 80 anos, que tal?" "OK", disse Deus, "você é que está pedindo..."

Por isso que nos primeiros 20 anos nós comemos, dormimos, brincamos e nos divertimos. Nos próximos 40, trabalhamos como escravos de sol a sol para sustentar a família. Nos outros 10 fazemos macaquices para distrair os netos. E nos últimos 10 sentamos na varanda e latimos para todo mundo.

Este, meu povo, é o sentido da vida. Agora você já sabe.

...
..
.

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Um olhar cético sobre a sexta-feira 13


.
.
..
...
12 meses no ano, 12 tribos de Israel, 12 apóstolos de Jesus, 12 signos do zodíaco, 12 unidades em uma dúzia. Belo número esse 12, o Completo! E que na sua quintessência acabou por menoscabar seu sucessor, o pobre 13, à pecha do azar. E quando o 13 encontra a sexta-feira, o dia em que mataram o Galileu (e no qual eu ressuscito toda semana, mas essa é outra novela), aí senta que lá vem história.

Se não me falha a Wikipédia, além da combinação entre as más famas do 13 e da sexta-feira, um incidente dramático teria ocorrido neste tal dia de modo a justificar sua sinistra reputação. Em 13 de outubro de 1307 – uma sexta-feira, naturalmente – depois de cairem na ilegalidade por determinação do Rei Filipe IV da França, os membros da Ordem dos Templários foram presos, torturados e mais tarde executados por heresia. Para os cavaleiros templários esse dia foi, certamente, de muito azar.

Mas todo esse nariz de cera é apenas para lançar um pouco de luz sobre o gato preto. Com efeito, a probabilidade de ocorrer um golpe de azar é a mesmíssima para o golpe de sorte. A saber: meio a meio, 50-50, fifty-fifty, um ou outro. E a ocorrência de um ou de outro, posto que o contrário é a calmaria, enverga a mesma candura do “cálculo” anterior: é sim ou é não. Sorte e azar são nomes e apenas nomes inventados para se referir aos eventos bons ou ruins que todos, sem exceção, do Papa ao Demóstenes Torres, estão sujeitos em todos e quaisquer momentos da existência. Em decorrência, um golpe de má sorte numa sexta-feira 13 obedece à mesma lógica: é imprevisível, incalculável e absolutamente casual como em qualquer outro dia da breve existência de cada um.

Mas, já que se falou em probabilidade, não custa exercitar um pouco das habilidades matemáticas de um sujeito que passou em Bioestatística com MM, o equivalente ao 5,0 de 0 a 10. Visando sobretudo ao bem estar do parascavedecatriafóbico, calculemos a probabilidade da ocorrência de uma sexta-feira 13, esta sim sujeita à experimentação e previsibilidade que caracterizam as Ciências Exatas:

Probabilidade de um dia 13 ser sexta-feira:

1/7 = 14,2857%

Probabilidade de uma sexta-feira ser dia 13:

12/365 = 3,2877%

Probabilidade de um dia ser sexta-feira 13:

1/7 x 12/365 = 0,4697% 

Menos de meio por cento! Muito baixa, portanto. Então, deixa o gatinho preto em paz e respira fundo que passa logo e a próxima demora. De resto, e que me perdoem os crédulos, da minha parte considero que o azar está para a sexta-feira 13 assim como o pé de feijão do conto de fadas está para a Botânica. Ou como o chifre do unicórnio está para a Zoologia. Ou ainda como o bom político está para Brasília.

(a imagem roubei dela)
...
..
.