Páginas

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Voa, Passarinho

.
..
...

O apanhador de desperdícios


Uso a palavra para compor meus silêncios.
Desenho de Manoel de Barros

Não gosto das palavras
fatigadas de informar.
Dou mais respeito
às que vivem de barriga no chão
tipo água pedra sapo.
Entendo bem o sotaque das águas
Dou respeito às coisas desimportantes
e aos seres desimportantes.
Prezo insetos mais que aviões.
Prezo a velocidade
das tartarugas mais que a dos mísseis.
Tenho em mim um atraso de nascença.
Eu fui aparelhado
para gostar de passarinhos.
Tenho abundância de ser feliz por isso.
Meu quintal é maior do que o mundo.
Sou um apanhador de desperdícios:
Amo os restos
como as boas moscas.
Queria que a minha voz tivesse um formato de canto.
Porque eu não sou da informática:
eu sou da invencionática.
Só uso a palavra para compor meus silêncios


Manoel de Barros (1916-2014)

...
..
.

terça-feira, 28 de outubro de 2014

2002 a 2013 - O Brasil em Números

.
..
...

2002 A 2013 - Brasil em Números
Por Luiz Alberto de Vianna Moniz Bandeira

1. Produto Interno Bruto: 
2002 – R$ 1,48 trilhões
2013 – R$ 4,84 trilhões 

2. PIB per capita:
2002 – R$ 7,6 mil
2013 – R$ 24,1 mil

3. Dívida líquida do setor público: 
2002 – 60% do PIB
2013 – 34% do PIB

4. Lucro do BNDES:
2002 – R$ 550 milhões
2013 – R$ 8,15 bilhões

5. Lucro do Banco do Brasil: 
2002 – R$ 2 bilhões
2013 – R$ 15,8 bilhões

6. Lucro da Caixa Econômica Federal:
2002 – R$ 1,1 bilhões
2013 – R$ 6,7 bilhões

7. Produção de veículos: 
2002 – 1,8 milhões
2013 – 3,7 milhões

8. Safra Agrícola: 
2002 – 97 milhões de toneladas
2013 – 188 milhões de toneladas

9. Investimento Estrangeiro Direto: 
2002 – 16,6 bilhões de dólares
2013 – 64 bilhões de dólares

10. Reservas Internacionais:
2002 – 37 bilhões de dólares
2013 – 375,8 bilhões de dólares

11. Índice Bovespa: 
2002 – 11.268 pontos
2013 – 51.507 pontos

12. Empregos Gerados: 
Governo FHC – 627 mil/ano
Governos Lula e Dilma – 1,79 milhões/ano

13. Taxa de Desemprego: 
2002 – 12,2%
2013 – 5,4%

14. Valor de Mercado da Petrobras: 
2002 – R$ 15,5 bilhões
2014 – R$ 104,9 bilhões

15. Lucro médio da Petrobras: 
Governo FHC – R$ 4,2 bilhões/ano
Governos Lula e Dilma – R$ 25,6 bilhões/ano

16. Falências Requeridas em Média/ano: 
Governo FHC – 25.587
Governos Lula e Dilma – 5.795

17. Salário Mínimo: 
2002 – R$ 200 (1,42 cestas básicas)
2014 – R$ 724 (2,24 cestas básicas)

18. Dívida Externa em Relação às Reservas:
2002 – 557%
2014 – 81%

19. Posição entre as Economias do Mundo:
2002 - 13ª
2014 - 7ª

20. PROUNI – 1,2 milhões de bolsas

21. Salário Mínimo Convertido em Dólares:
2002 – 86,21
2014 – 305,00

22. Passagens Aéreas Vendidas:
2002 – 33 milhões
2013 – 100 milhões

23. Exportações:
2002 – 60,3 bilhões de dólares
2013 – 242 bilhões de dólares

24. Inflação Anual Média:
Governo FHC – 9,1%
Governos Lula e Dilma – 5,8%

25. PRONATEC – 6 Milhões de pessoas

26. Taxa Selic:
2002 – 18,9%
2012 – 8,5%

27. FIES – 1,3 milhões de pessoas com financiamento universitário

28. Minha Casa Minha Vida – 1,5 milhões de famílias beneficiadas

29. Luz Para Todos – 9,5 milhões de pessoas beneficiadas

30. Capacidade Energética: 
2001 - 74.800 MW
2013 - 122.900 MW

31. Criação de 6.427 creches

32. Ciência Sem Fronteiras – 100 mil beneficiados

33. Mais Médicos (Aproximadamente 14 mil novos profissionais): 50 milhões de beneficiados

34. Brasil Sem Miséria – Retirou 22 milhões da extrema pobreza

35. Criação de Universidades Federais: 
Governos Lula e Dilma - 18
Governo FHC - zero

36. Criação de Escolas Técnicas:
Governos Lula e Dilma - 214
Governo FHC - 11
De 1500 até 1994 - 140

37. Desigualdade Social: 
Governo FHC - Queda de 2,2%
Governo PT - Queda de 11,4%

38. Produtividade: 
Governo FHC - Aumento de 0,3%
Governos Lula e Dilma - Aumento de 13,2%

39. Taxa de Pobreza:
2002 - 34%
2012 - 15%

40. Taxa de Extrema Pobreza:
2003 - 15%
2012 - 5,2%

41. Índice de Desenvolvimento Humano:
2000 - 0,669
2005 - 0,699
2012 - 0,730

42. Mortalidade Infantil:
2002 - 25,3 em 1000 nascidos vivos
2012 - 12,9 em 1000 nascidos vivos

43. Gastos Públicos em Saúde:
2002 - R$ 28 bilhões
2013 - R$ 106 bilhões

44. Gastos Públicos em Educação:
2002 - R$ 17 bilhões
2013 - R$ 94 bilhões

45. Estudantes no Ensino Superior: 
2003 - 583.800
2012 - 1.087.400

46. Risco Brasil (IPEA):
2002 - 1.446
2013 - 224

47. Operações da Polícia Federal:
Governo FHC - 48
Governo PT - 1.273 (15 mil presos)

48. Varas da Justiça Federal:
2003 - 100
2010 - 513

49. 38 milhões de pessoas ascenderam à Nova Classe Média (Classe C)

50. 42 milhões de pessoas saíram da miséria

___________________________________________

Fontes:

47/48 - http://www.dpf.gov.br/agencia/estatisticas
39/40 - http://www.washingtonpost.com
42 - OMS, Unicef, Banco Mundial e ONU
37 - índice de GINI: www.ipeadata.gov.br
45 - Ministério da Educação
13 - IBGE
26 - Banco Mundial

...
..
.

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Homenagem aos Tucanos

.
..
...

Direto dos Cadernos de Lanzarote – Diário III, tomo emprestado do José Saramago um excerto para homenagear Fernando Henrique Cardoso, José Serra, Aécio Neves e co-partidários.

A homenagem está em negritos no fim do texto

_______________________

“Regressados de uma viagem à Argentina e Bolívia, os meus cunhados María e Javier trazem-me o jornal Clarín de 30 de Agosto. Aí vem a notícia de que vai ser apresentada ao Parlamento peruano uma nova lei de turismo que contempla a possibilidade de entregar a exploração de zonas arqueológicas importantes, como Machu Picchu e a cidadela pré-incaica de Chan-Chan, a empresas privadas, mediante concurso internacional.
Clarin chama a isto “la loca carrera privatista de Fujimori”. O autor da proposta de lei é um tal Ricardo Marcenaro, presidente da Comissão de Turismo e telecomunicações e Infra-Estrutura do Congresso peruano, que alega o seguinte, sem precisar da tradução: “En vista de que el Estado no ha administrado bien nuestras zonas arqueológicas – qué pasaría si las otorgaramos a empresas especializadas en otros países con gran efectividad?
A mim parece-me bem. Privatize-se Machu Picchu, privatize-se Chan Chan, privatize-se a Capela Sistina, privatize-se o Pártenon, privatize-se o Nuno Gonçalves, privatize-se a Catedral de Chartres, privatize-se o Descimento da Cruz, de Antonio da Crestalcore, privatize-se o Pórtico da Glória de Santiago de Compostela, privatize-se a Cordilheira dos Andes, privatize-se tudo, privatize-se o mar e o céu, privatize-se a água e o ar, privatize-se a justiça e a lei, privatize-se a nuvem que passa, privatize-se o sonho, sobretudo se for diurno e de olhos abertos. E, finalmente, para florão e remate de tanto privatizar, privatizem-se os Estados, entregue-se por uma vez a exploração deles a empresas privadas, mediante concurso internacional. Aí se encontra a salvação do mundo… E, já agora, privatize-se também a puta que os pariu a todos.


_________________________
...
..
.

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

O Brasil quer Mudança, não Retrocesso

.
..
...

Reabri o blog para reproduzir (por julgá-la coerente e muito importante) a seguinte mensagem do Blog Escrevinhador, de Rodrigo Vianna:

_________________

Escrevinhador, de cara nova!

publicada quinta-feira, 09/10/2014 às 12:57 e atualizada quinta-feira, 09/10/2014 às 12:29
por Rodrigo Vianna
O Brasil quer Mudanças.
O sentimento está nas ruas e nas redes. Só que há um detalhe: ”Mudança” não significa andar pra trás.
Escrevinhador tem lado. Quer Mudanças, sem retrocesso. Ninguém precisa amar o PT, Lula e Dilma para entender o que está em jogo nessa eleição.
Quem está do outro lado?
“Mudança” com FHC, Serra e Alckmin? “Mudança” com a turma do apagão de eletricidade, do desemprego, do arrocho salarial, do Brasil entregue ao FMI, da falta d´água e do preconceito contra o Nordeste? “Mudança” com a Globo mandando no Brasil?
Não. O Brasil não quer essa “mudança”. Há um clima estranho no ar. Há uma onda conservadora. Há um ódio contra o Nordeste e o povo trabalhador. É preciso enfrentar essa onda. Para ganhar ou perder. Mas com a certeza de que é possível ganhar. E de que o melhor para o Brasil é derrotar o ódio que vem da elite de São Paulo. 
Escrevinhador também quer Mudanças. De verdade. Votamos Dilma. De peito aberto, mantendo a independência para fazer as críticas necessárias às vacilações e inconsistências dos governos do PT.
Votamos Dilma, à espera de um segundo mandato que enfrente a direita e se oponha à onda conservadora que avança – especialmente em São Paulo.
Escrevinhador quer Mudanças. E faz a sua parte. Nós mudamos.
A partir desta quinta-feira (9 de outubro), o blog está de cara nova. A mudança no “layout” deve ocorrer no fim da tarde… No mesmo endereço, com outra cara. 
Mudamos, sem mudar de lado.
Confira, navegue, critique, compartilhe, comente.

__________________

E aberto o blog ficará até o segundo turno das Eleições 2014 com o objetivo principal de reproduzir, replicar e divulgar notícias, postagens, artigos ou qualquer produção que julgar importante para, nesse trabalho de formiguinha, contribuir para o refreamento dessa nuvem retrógrada e conservadora que, insidiosa, se avoluma no horizonte.

Grato

...
..
.

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Duas árvores

.
..
...

Uma ilusão, pelo designer gráfico Daniel Siering e o diretor de arte Mario Schuster, em Potsdam, Alemanha, e...




...a vida dá um jeito




...
..
.

quarta-feira, 12 de março de 2014

Deus é um brincalhão

.
..
...


Essa aí é a mosca-da-fruta Goniurellia tridens, cujo frágil e minúsculo par de asas está surpreendentemente decorado com as figuras de duas formiguinhas.


A despeito de toda admiração inicial – digna do inusitado –, trata-se apenas de mais um belo exemplo do que a Evolução, no seu inexorável curso, é capaz de gerar.

E de como centenas de milhões de anos de um lento, constante e aleatório processo biológico podem transformar o “impossível” em estratégia de sobrevivência.


Ou só que Deus é um grande brincalhão.

...
..
.

segunda-feira, 10 de março de 2014

Novas fronteiras...

.
..
...

Clique para ampliar

(Aproveite e clique aqui também para ler uma entrevista excepcional com
o presidente do Uruguai José "Pepe" Mujica. Via Praeumeouvir)
...
..
.

sexta-feira, 7 de março de 2014

Marcha da Família Edição 2014

.
..
...

Cinquenta anos depois do golpe militar de 64, algumas pessoas de bem pretendem reeditar aquela grandiloquente Marcha da Família com Deus pela Liberdade...

Só para registro, o F. não vai:


clique para ampliar

...
..
.

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Eu podia estar roubando, eu podia estar matando...

.
..
...

...mas estou aqui fazendo tirinhas do F.

(clique para ampliar)


______________



...
..
.

Pausa para o carnaval!

.
..
...

E para bem começar o feriadão, segue o chiste que roubei de Um Sábado Qualquer.

_______

Revelado o nome de Deus

...

________

Eu ri mais ou menos assim...


...
..
.

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Rafael Braga Vieira - você se lembra desta pessoa?

.
..
...

'Esquecido' em prisão no Rio, catador afirma estar condenado por engano

Rafael Braga Vieira foi preso durante os protestos de junho, mas diz que não participou de manifestações; ele recebeu poucas visitas de advogados



Preso durante protesto no Rio em 2013, Rafael Braga Vieira
diz que não participou de manifestações
Foto: Daniel Ramalho / Terra
Libertado depois de ser preso injustamente, o ator Vinicius Romão denunciou a existência de outros “Vinícius” dentro das prisões do Rio de Janeiro. Um deles seria Rafael Braga Vieira, 26 anos, um catador de rua preso e condenado a cinco anos de prisão depois dos protestos do dia 20 de junho, durante a Copa das Confederações. De acordo com a sentença do juiz Guilherme Schilling Pollo Duarte, não há dúvidas de que Rafael, conforme testemunho de dois policiais civis, levava dois coquetéis molotov: uma garrafa de desinfetante e outra de água sanitária.

"Estava chegando do trabalho e me pegaram com uma garrafa de pinho sol e água sanitária na mão, me agrediram, esvaziaram a garrafa, colocaram um pano na ponta e me levaram para a delegacia dizendo que era coquetel molotov” contou Rafael ao Terra, em uma entrevista exclusiva feita dentro do presídio Elizabeth Sá Rego, uma das 26 unidades prisionais do local, mais conhecido como Bangu 5.

“Nunca tive contato com nenhum manifestante aqui dentro. Nem faço ideia do motivo porque eles se manifestam.”
Rafael Braga Vieira, catador de rua preso

Mesmo com o lema de não deixar ninguém para trás, os grupos de manifestantes que chegaram até a ir para a porta do presídio exigir a liberação de Jair Seixas Rodrigues, o Baiano, um de seus líderes, parecem ter se esquecido que Rafael também está preso por conta das manifestações. “Nunca tive contato com nenhum manifestante aqui dentro. Nem faço ideia do motivo porque eles se manifestam. Só sei que fui preso e estou condenado,” disse o rapaz, que conta que recebeu poucas visitas até mesmo dos advogados que atuam na liberação de manifestantes presos. “Faz umas três semanas teve um aqui e disse que ia tentar um habeas corpus, mas não sei de nada mais,” conta, com frases curtas, mãos entrelaçadas, alguns poucos dentes na boca e cabeça sempre baixa, envergonhado com sua própria situação.
Conhecido na feira de antiguidades e quinquilharias que funciona na Praça XV, no centro do Rio de Janeiro, Rafael já tem uma condenação por furto, o que fez o juiz aumentar sua pena inicial de quatro anos e negar um pedido de liberdade condicional. “Eu vendia peças raras, usadas, coisas que achava na rua. Era uma espécie de garimpeiro”, conta. “Dava para tirar um bom dinheiro por mês e ajudar minha mãe e meus sete irmãos.”
No dia do protesto, Rafael vagava pelas ruas do Rio de Janeiro, como centenas de pessoas fazem todas as noites, em busca das suas raridades. Seu azar foi entrar numa loja abandonada e ter a ideia de levar os dois potes encontrados para a tia. Quando saiu, se deparou com uma confusão generalizada e acabou detido.
Há nove meses Rafael não sabe da mãe, nem dos irmãos. Passa os dias deitado, vendo TV (por onde soube da morte do cinegrafista da Band Santiago Andrade) e fica na parte do presídio destinado a membros da facção criminosa da comunidade onde vivem os parentes. “É uma forma de garantir a segurança dele”, conta um funcionário do presídio. Rafael pensa em estudar na escola que funciona dentro do presídio. Mas sonha mesmo em que alguém olhe com carinho para o seu caso, que o tire de lá, para voltar a trabalhar “com carteira assinada”, para quem sabe um dia voltar a ver o mar da praia da Atalaia, em Aracaju, onde foi criado. Até lá, só lhe resta esperar.

Grafite faz referência à prisão do catador,
que carregava garrafas de desinfetante e água sanitária
Foto: Daniel Ramalho / Terra
...
..
.

E o Arnesto deu samba...

.
..
...

Ernesto Paulelli, violonista da Rádio Eldorado, conheceu João Rubinato quando se apresentou na Rádio Record com a cantora Nhá Zefa, isso lá pelos idos de 1938. Na ocasião, foi equivocadamente chamado de ‘Arnesto’ por Rubinato, ao que prontamente corrigiu seu interlocutor, não sem um pouco de irritação. No final do encontro, trocaram cartões, e Rubinato disse reflexivo: “Arnesto... Esse nome dá samba! Vou fazer um samba pra você, duvida?”.
Muitos anos depois do primeiro encontro, já na década de 50, Adoniran Barbosa, o Pai do Samba Paulista – e nome artístico de João Rubinato – imortalizou o amigo no célebre Samba do Arnesto, sambinha de breque dos bão, há décadas cantado e recantado nas mesas dos bares e nas rodinhas de violão... (ainda existe isso?..)

Ernesto Paulelli morreu de causas naturais, ontem, 26 de fevereiro, aos 99 anos de idade.

...


Olha aí o Arnesto tocando seu violão na casa onde viveu durante mais de 50 anos... na Mooca, e não no Brás.


...
..
.

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Kurt

.
..
...


Kurt Cobain, 20/fev/67 - 05/abr/94

...
..
.

Primeira foto

.
..
...

Machu Picchu fotografada pela primeira vez:


A fotografia foi realizada em 1912 pela expedição do Prof. Hiram Bingham, sob o patrocínio da Universidade de Yale e da National Geographic Society.

Sabia mais: Rediscovering Machu Picchu, National Geographic.

...
..
.

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

'Sapere aude'



.
..
...
A História que conhecemos é resultado da insidiosa conspiração dos vencedores e da subtração da versão dos vencidos, perdida para sempre no rastro da própria derrota.
---
A dúvida é uma grande virtude, moral e intelectual.
---
Liberdade significa aceitar exageros, como o exagero de achar natural cada um pensar como bem quiser e interpretar a vida e seus fenômenos conforme seu próprio entendimento.
---
A experiência socialista fracassou; a frivolidade neoliberal que proclamava o fim da história, também fracassou. A história sobrevive, e a violência continua sendo sua parteira.
---
O secularismo é o iluminismo do Século XXI, um projeto de tolerância, de convivência e de aventura do espírito.
---
O indivíduo é o centro do mundo – centro instável, incerto, hesitante, na medida justa, vulnerável, porque humana.
---
Marilia Fiorillo, em O deus exilado (paráfrases)

...
..
.